Os Fios de um Amanhã.   
E tecem as abelhas-demônios um tempo que ainda não vejo, sinto somente as correntes me enlaçando, e eu sendo toureiro de uma manada de búfalos, esses são corações jogados, e deitados rolam pelo tecido abaixo dos meus medos, essa manta negra que suponho existir toda bordada, mas na verdade, ela é uma ilusão de textos, feitos por mim dia a dia com cada palavra, que prometida ser perfeita, entram na aposta ameaçadas, e são elas os meus fios do amanhã, um caminho de tramas tecidas por milhões de pequenos anjos caídos, jogados e rolados em seu escurecido anonimato, tingindo o horizonte de negro, e eu deixando escorrer das minhas mãos as estrelas, e a magia se desfaz, aos poucos, e um dia inteiro, ao completo oposto do caminho das operárias, vão-se eles desfiando meus desejos, fazendo de meus sonhos cada vez mais caídos, costurando sem saber quando será a última agulhada, meus tecidos de gente na mortalha de um amanhã vagando os céus escuros, levando no ataúde dos vocábulos, o meu espírito, todos os dias um pouco mais, para admirar de antemão os chifres e as pegadas da tourada, falando do novelo ter eu ainda o fio, onde encontro escrito com as mesmas letras que me sepultam, o caminho inevitável do cortejo.
11:50

3 Comments:

Anonymous Gabriel said...

Há também as abelhas-prostitutas que implorarão eternamente por um dia bem sucedido e nunca o terão. Mas é claro, existem caminhos mais difíceis de se enxergar e maravilhosos de se viver. Viva-os você, abelha rainha, o seu universo pode ser feito de verdades e mentiras, dê o quarto passo.

4:16 PM, março 21, 2006  
Anonymous ... said...

não sou resposta, nem pergunta. visto véus efemeros. Que suas abelhas demônios teceram, pelo menos isso espero ser, uma das motivações. ser um coração que se entrelaça em suas mãos, vendo as estrelas q vc semeou em um horizonte magnífico, que todo dia espero...

8:31 PM, março 23, 2006  
Anonymous Sir Chris said...

Que os bichos-da-seda não resolvam reivindicar suas posses de tecelões.
Gostei do texto. Não deixara-me penetrar por meio deste em sua mente neste momento como outrora fizeste não sei se conscientemente.
A confusão realmente se instaurara e governa por meio destes signos não aparecentes ao exterior?
Preocupe-se por agora caríssimo em não ter de ver a trama do futuro sendo tecida. Sinta sim ela em si/ti.
Sonhos hão de mostrar-nos nossos caminhos, acredite nos que tiveres.
Acredite, sempre que pode ser bom, tudo pode ser no mínimo interessante...
Saudades.

8:15 PM, março 27, 2006  

Postar um comentário

<< Home