Hexagrama 44  
Eu vou viajar nos próximos dias, mas esses, poderão ser convertidos às imensuras do vocábulo tempo, e assim se perder para sempre numa desmedida que eu quero me caber, no fim, se houver algum, serei eu um pleno de meio, uma mutação contínua, um livro, como disse o oráculo a respeito de mim, de quando li e quando vi, e não acreditei, esse ano é o de ir atrás, de alguém que não posso encontrar senão pelo tanto dos momentos comigo, e só comigo, a vir.

Que cheguem, porque estou aqui.

E lá.
07:00

3 Comments:

Anonymous Sir Chris said...

por quanto procuramos nosso tempo vemos como somos tão vulneráveis às catástrofes da alma. reconhecer o "tempo certo" é candidatar-se à possibilidde de ter então alcançado a plenitude da vida. sucesso em sua jornada.

11:05 PM, março 08, 2006  
Anonymous Sir Chris said...

por quanto procuramos nosso tempo vemos como somos tão vulneráveis às catástrofes da alma. reconhecer o "tempo certo" é candidatar-se à possibilidde de ter então alcançado a plenitude da vida. sucesso em sua jornada.

11:06 PM, março 08, 2006  
Blogger crigs said...

Cheguará o tempo
de tuas mancas passadas
nem teus amores
nem tuas aventuras
nem agruras e dissabores
poder-te-ão aplacar a fúria
do dia da saraivada lamúria
em que juntas irão
responsabilidade e idade
marcar por certo ou talvez
tuas fronteiras e limites
de vez...

11:17 AM, março 20, 2006  

Postar um comentário

<< Home